segunda-feira, 30 de maio de 2011

Paris - Vernon, Giverny, Jardim de Monet e jantar francês

Segunda-feira, 30 de maio de 2011.
Neste dia acordamos um pouco mais tarde também; pois o ritmo muito puxado, o fuso horário de 5 horas e o fato de estar claro até as 9:30 altera nosso sono. Saímos às 12h para conhecer o jardim de Monet. Isto foi uma dica de duas amigas nossas e realmente vale a pena conferir. Especialmente para quem gosta de natureza, flores e arte. A inspiração dos quadros de Monet é facilmente notada em todas as cenas que vimos. Monet foi um dos pintores impressionistas mais famosos. Monet fundou a escola impressionista e viveu em Giverny 43 anos. Aqui vão alguns quadros pintados por ele.









Compramos alguns sanduiches e doces para almoçarmos no trem. Para irmos para Giverny tivemos que pegar um trem na estação St. Lazare. Giverny fica bem longe de Paris, mas o trem é bastante rápido e confortável.
Pegamos um ônibus, junto com uma fila de turistas, na saída da estação. O passeio é rápido e algumas pessoas vão andando (7km) ou de bicicleta. Acho longe nas duas situações e acho que o passeio de bicicleta é de ida e volta, mas a paissagem é muito bonita mesmo.
Chegando lá seguimos a multidão e compramos o ingresso numa fila. A casa dele é colada ao jardim. O Jardim de Monet é simplesmente fantástico (contando que eu não gosto tanto de flores assim). Cores lindas e intensas permeiam o jardim. Plantas maravilhosas e bem cuidadas, mesmo em maio, pouco tempo após o inverno deles.
Visitamos a casa de Monet e achamos a casa muito boa. Gostei da cozinha dele, cheio de panelas de cobre na parede. Dá até vontade de morar naquela casa.



Tinha até um sapinho nesta vitória-regia.

Não quisemos fazer a visita a pequena Giverny e o seu museu de Impressionismo. Voltamos para Paris 5:30 para podermos jantar em um restaurante francês tradicional, pois afinal, estávamos na capital mundial da culinária. Procuramos um restaurante francês perto do Hotel Ibis Grand Boulevards no Google Maps. Achamos um com boas indicações e fomos lá. O restaurante era o Au Petit Riche e achamos bem bonitinho com cara de restaurante francês mesmo com garçons de terno e tudo mais. Estávamos até meio mal vestidos, pois viemos direto de Giverny para não perdemos o horário de jantar. Pedi Snails, no cardário em inglês, e minha esposa pediu Egg Cocotte como entradas. Quando a comida chegou descobri o que era Snails, pois o garçom perguntou de quem eram os escargots. Respondi que era eu...  O pior é que descobri que scargots são simplemente fantásticos. A entrada de ovos também estava excelente.
Pedimos Magret de Canard (pato com molho, ervilhas na vagem e batata com queijo) como prato principal. Realmente estava perfeito. Para sobremesa comemos a mais óbvia em Paris. Crème Brûlée estava perfeito. Tudo isso regado a um vinho e água com gás. Errei na escolha do vinho.
Tínhamos que aproveitar para fazer uma viagem gastronômica nesta cidade tão linda. A conta saiu meio carinha, mas a experiência foi perfeita.













DICA:

Visita a casa e os jardins. Fundação Monet de Giverny está aberta todos os dias de dia 1º de abril até o dia 1º de novembro. 9.30 até 6:00 (última admissão 5.30)
Price list :
Adults
8 €A
Children under 12 years old and students
5 €
Children under 7 years old
Free
Disabled
4 €
 Se quiser visitar o museu impressionista são mais 8 euros.
 Como Chegar:
Saindo de Paris - Vá a estação Gare St. Lazare (se estiver no metrô suba ao nível da estação) e procure o stand de vendas da 'SNCF - Grandes Lignes', compre a passagem do trem Paris-Vernon (destino final Rouen),desça em Vernon.
Paris/Vernon são 45 minutos de trajeto e a passagem custa 13 euros ida e volta. O bilhete é parecido com board pass de avião e precisa ser validado e maquininhas amarelas na cabeceira de cada plataforma - caso você embarque sem fazer esse procedimento está sujeito a multa.
Primeiro trem de ida é as 8.15 e o 1º de volta as 14:30. Dá tempo de você ver tudo com calma e ainda fazer uma degustação com os queijos da Normandia com uma deliciosa salada no Terrasse um lugar simples intimista, a cara e o sabor do lugar.
Em Vernon, saindo da estação, você vai logo ver um ponto de ônibus paralelo a linha do trem, essa linha de ônibus número 240 liga Vernon a Giverny. A chegada e a partida dos ônibus desta linha são coordenadas com a chegadas dos trêns em 15 minutos.  Não se preocupe porque se você conseguiu chegar aqui até agora é só aproveitar. Junto a você vão haver umas dezenas de turistas indo ao mesmo lugar, qualquer coisa é só perguntar ou seguir o bando.
O ônibus custa (ida e volta) 4 Euros e no momento da compra com o próprio motorista, vai te dar um ticket que é o ingresso da volta já. Guarde o ticket que ele vale para o mesmo dia. Os horários de volta estão afixados em uma placa no ponto de espera do ônibus na chegada……então agora é só relaxar….

2 comentários:

  1. Uai... cadê as fotos do snails????

    ResponderExcluir
  2. Sérgio, os snails é a coisinha preta no pote de porcelana marrom. Bonito né? Rsrsrss..

    ResponderExcluir